Cultura de feedback: a importância para empresas

Qual é a importância do feedback? De acordo com um estudo realizado pela Great Place to Work (GTPW), quanto mais forte for a cultura de feedback, maior será a confiança entre gestores e colaboradores. As empresas que mais investiram nessa prática, atingiram um índice de confiança de 90%. Esse sentimento motiva e estimula a produtividade dos colaboradores.

Mas os benefícios não param por aí! Neste artigo, mostramos outros impactos positivos gerados pela cultura de feedback. Além disso, damos dicas de como implantá-lo na sua empresa. Confira os próximos tópicos!

Qual a relevância da cultura de feedbacks?

O feedback é para o mundo corporativo o que a nota da prova é para um estudante: revela o nível de desempenho.

Tanto no universo escolar quanto no empresarial, saber como anda o desempenho é essencial para o desenvolvimento humano. E é exatamente isso que a cultura de feedback faz pelos colaboradores.

Além de desenvolver, o aconselhamento eleva o engajamento dos profissionais da empresa. Segundo dados apresentados em um artigo da VOCÊ RH, colaboradores que recebem feedbacks com frequência são 2,4 vezes mais engajados. Mas por que isso acontece?

Os feedbacks positivos, por exemplo, são poderosas ferramentas para a satisfação de uma necessidade humana: o reconhecimento pelo trabalho realizado.

Já os aconselhamentos devido a pontos negativos, ajudam os profissionais a identificarem o que precisam melhorar – o que também é positivo.

Ao notarem essa preocupação sincera das empresas e dos setores de RH com a carreira deles, os colaboradores tendem a dar o melhor de si nas tarefas e nas estratégias internas, tornando-se mais engajados. Podemos apontar ainda outra vantagem da cultura de feedback: o fortalecimento da comunicação.

Uma boa interação é essencial para potencializar o espírito de equipe entre gestores e colaboradores presenciais, remotos ou híbridos. Dessa forma, o desenvolvimento profissional atinge todas as estações de trabalho. Além de aumentar a satisfação e a felicidade dos colaboradores.

Como implementar na sua empresa?

Conforme o livro “Preciso saber se estou indo bem! — Uma história sobre a importância de dar e receber feedback”, escrito por Richard L. Williams, o feedback é uma forma de demonstrar atenção ao colaborador, além de também promover o incentivo e a confiança.

Para atingir esses objetivos, os aconselhamentos precisam ser bem direcionados. A seguir, mostramos um passo a passo para a implementação de uma política de feedback de sucesso.

Prepare o terreno

A primeira etapa para inserir o feedback na cultura corporativa envolve o planejamento. Nessa fase, os gestores devem criar um mapa comportamental dos colaboradores, com as:

  • Necessidades;
  • Desafios;
  • Ambições;
  • Habilidades e competências.

Esses dados são essenciais para que os líderes criem empatia e ofereçam aconselhamentos alinhados com os profissionais. O resultado são feedbacks mais transparentes e assertivos. Além disso, fica mais fácil criar um vínculo de amizade entre os líderes e suas equipes.

Instrua os colaboradores

Um dos grandes objetivos da cultura de feedback é educar os colaboradores. Por isso, os aconselhamentos devem sempre ser construtivos e nunca agressivos ou humilhantes.

Mesmo quando for necessário dar um feedback negativo, os líderes podem:

  • Ser cordiais, inspiradores e amigos;
  • Apontar qual é o caminho para melhorar o desempenho;
  • Elogiar os pontos fortes dos colaboradores;
  • Demonstrar confiança no progresso dos profissionais.

Use a tecnologia

Existem ferramentas digitais que foram desenvolvidas para otimizar e direcionar a cultura do feedback. Como exemplo, podemos citar o software Gestão de Talentos da Soft Trade. Essa aplicação tem o módulo performance que alinha, avalia, desenvolve e potencializa os resultados dos colaboradores.


Funciona assim: o sistema oferece funcionalidades aos gestores que facilitam o acompanhamento e a avaliação dos profissionais. Por outro lado, os colaboradores autogerenciam seu desenvolvimento por meio de aconselhamentos e metas sugeridas tanto pelos gestores quanto pelo software.


Torne o feedback algo normal e constante

Para evitar que os colaboradores fiquem receosos quando são aconselhados, o ideal é tornar o feedback em algo normal e natural. Como fazer isso? Uma das maneiras é programando os aconselhamentos. Alguns RHs fixam datas semanais, mensais ou anuais.

Outro modo é treinar os líderes para sempre aconselhar quando necessário. Essas conversas podem ser descontraídas em horários de pausa do trabalho ou através de uma rápida interação por videoconferência. Em todos os casos, o importante é criar oportunidades.

Com o tempo, o feedback estará tão enraizado na cultura da empresa que as conversas entre líderes e colaboradores sempre terão conselhos ou dicas de melhoria. Esse ambiente de estímulo ao desenvolvimento é a receita para o sucesso do negócio. Sem falar que o clima interno se tornará mais agradável também.

Entendeu o impacto da cultura de feedback em uma empresa? Quer ter uma gestão focada na transformação digital? Então, leia o nosso artigo “Transformação: como o RH 4.0 auxilia na sua gestão”.

Relacionados

With over 2,400 apps available in the Slack App Directory.
No items found.